Curso EAD AO VIVO

Gestão de Ativos e as Cidades (Mini Curso Beneficiente RS)

Plano de Contingência e Continuidade de Negócios

Plano de Contingência e Continuidade de Negócios

Aplicações da Gestão de Ativos, para Cidades e Governo com Experiência em Países da Australia, Nova Zelandia e Canadá.

Aplicações da Gestão de Ativos, para Cidades e Governo com Experiência em Países da Australia, Nova Zelandia e Canadá.

Como a gestão de ativos pode ajudar na prevenção diante da “ fúria da natureza”

Como a gestão de ativos pode ajudar na prevenção diante da “ fúria da natureza”

O processo de Confiabilidade, Gestão e Gerenciamento.

O processo de Confiabilidade, Gestão e Gerenciamento.

Conteúdo da trilha

4hhs de ensino

O Processo de Confiabilidade, Gestão e Gerenciamento

Instrutores

  • João Ricardo Barusso Lafraia

    Graduado em Engenharia Mecânica, MSc em Engenharia e MBA e doutorando em Administração de Empresas. Foi presidente do Conselho Deliberativo da Associação Brasileira de Gestão de Ativos e Manutenção - ABRAMAN, coordenador da ABNT/CEE-251 Comissão de Estudo Especial Gestão de Ativos (Comissão Espelho do ISO/TC251) e diretor do WPiAM (World Partners in Asset Management). Trabalhou por 35 anos na Petrobras, ocupando as funções de engenheiro de Inspeção, coordenador de Confiabilidade, gerente de Engenharia, gerente de Produção na Refinaria Repar e gerente geral de cinco Refinarias no Brasil. Foi gerente geral de Eficiência Operacional das Refinarias da Petrobras na sede no Rio Janeiro e gerente geral da Petrobras na Unidade de Exploração e Produção da Bacia de Santos, em Santos, São Paulo. É coordenador da Comissão Especial de Estudo (CEE-251) da ABNT que produziu a série de normas de Gestão de Ativos NBR ISO 55.000. Foi presidente da ABRAMAN e fez parte do Comitê Executivo do Fórum Global de Manutenção e Gestão de Ativos (GFMAM). É autor do livros “Manual de Confiabilidade, Disponibilidade e Manutenção”, “Liderança para Segurança, Saúde e Ambiente” e co-autor do livros “Gestão de Estratégia e Confiabilidade”, “Criando o Hábito da Excelência”, “Liderança baseada em Valores”, “Gestão de Ativos” e “Vivendo a Gestão de Ativos”. Em novembro de 2013 lançou o livro “Living Asset Management”, publicado na língua inglesa. Em coautoria com John Hardwick, escreveu um capítulo do livro “The New Asset Management Handbook – A guide to ISO 55.000”, lançado em 2014 e co-autor do livro “Living Asset Management Maturity”, em 2020. É autor de diversos artigos e palestras sobre Excelência na Gestão de Ativos, Confiabilidade, Saúde, Segurança e Meio Ambiente.É certificado CMPR (Certified Maintenance and Reliability Professional) pela SMRP-USA, CFAM (Certified Fellow in Asset Management) pela AMCouncil-Austrália e CAMA (Certified Asset Management Assessor) pela WPiAM.


  • Fernando Celso Bonatti

    Pelo ABS-QE, fui o responsável diretos pelo crescimento na participação de mercado além de aumentar a participação dentro dos clientes existentes. Melhorei a qualidade no atendimento aos clientes e o tempo de resposta as demandas internas e externas. E desde 2006, responsável pela implementação do negócio treinamento no Brasil, que acabou por atender demandas e necessidades específicas de outros países, como Chile, Peru, EUA, Espanha, Itália, China, Reino Unido e Angola. Em 2011 certifiquei o escritório do Brasil para ser provedor de treinamentos de Formação de Auditores Líderes em Sistemas de Gestão da Qualidade, Ambiental e de SSO, além de SGI, em Organismo Internacional, certificação baseada na competência, um diferencial no mercado brasileiro. Participava, junto a AMCHAM, como representante do ABS, nos comitês de Energia e Gestão de Pessoas. Era o instrutor para os cursos relacionados a Gestão de Ativos, tendo ministrado todos os treinamentos relacionados a ISO 55001, incluindo o único de Formação de Auditores Líderes em SGI envolvendo Qualidade, Meio Ambiente, SSO e Gestão de Ativos, para um grande empresa do setor de Energia. Desde 2010, atuo no mercado de consultoria independente, trabalhando junto com parceiros, realizando a parte comercial e como consultor. Assim, já realizamos trabalhos em diversos segmentos e empresas, como TERMAG, Borlem, Saint Gobain, Aços Villares, Gerdau, Mangels, Minax, Fábrica Carioca de Catalisadores (empresa Petrobras), Tetra Pak, CTI Renato Archer e SABESP dentre outras. Sendo os trabalhos, os mais diferenciados, consultorias de implementação de Sistemas de Gestão, Melhorias na Gestão de Fornecedores, Auditorias Internas, Melhorias de Processo. Participo, desde 2010, como membro voluntário da ABNT, para a tradução e desenvolvimento de normas técnicas. Participei ativamente da tradução e adequação das normas ISO 28001, segurança na cadeia logística e da ISO 55001, gestão de ativos, e sou membro da Comissão Especial de Estudo (CEE) 251 gestão de ativos, e do CB 25 qualidade. Em sistemas de gestão de ativos, fui aprovado no exame CAMA, realizo auditorias internas, auditorias de diagnóstico e ministrei vários treinamentos. Fui qualificado como avaliador do prêmio MeGA (melhores em gestão de ativos) 2019 e participei do comitê técnico, para o prêmio de 2020. Dentro da CEE 251, sou responsável pelo GT-09 que cuida da norma ISO 55010, Alinhamento entre as Funções Financeiras e não Financeiras, para a Gestão de Ativos.


  • Maria Cristina Alexandre Costa

    Principais projetos desenvolvidos: implantação de modelos e sistemas de gestão tendo como referência Modelo de Excelência da Gestão da FNQ, em alinhamento com requisitos normativos como, por exemplo ISO 9001, 14001 e 55001 e OSHAS/45001, Dentre seus principais clientes destacam-se Cemig, EDP Distribuição, Enel, Energisa, FCC S.A, Inmetro, Petrobras, Petroflex, Transpetro, Sabesp. Modelagem de processos e revisão de estrutura organizacional:Prumo Logística, Revap, Petrobrás. Gestão Estratégica:EDP Distribuição, FCC S.A., Farmanguinhos, Fiotec, Inmetro, Petrobrás. Implantação de processo de Gestão de Ativos: FCC S.A. Voluntariado: • • Atuação na FNQ: criadora pela FNQ do Melhores em Gestão de Ativos, cuja primeira edição ocorreu em 2019, Coordenadora Técnica de 2013 a 2016 do Núcleo do Modelo de Excelência da Gestão que conduziu à criação do MEG – 21ª edição, Orientadora de 2007 a 2012, Examinadora Sênior de 2002 a 2006; Examinadora Relatora em 2000 e Examinadora em 1999. Instrutora da Banca Examinadora desde 2000, Membro do GT de Processos da FNQ de 2013 a 2015, Membro do Comitê Técnico-educacional em 2002; Membro do Comitê de Avaliação em 2002 e 2001; Observadora da Fundação Nacional da Qualidade no processo de chancela do Prêmio Mineiro em 2004 e do Prêmio Qualidade Rio em 2002 e 2001 • •Atuação em prêmios correlatos ao PNQ:Examinadora do Prêmio Iberoamericano em 2002; Membro do Comitê de Educação do Programa Qualidade Rio de 2000 a 2004; Membro da Regional Rio do Comitê de Educação do Prêmio Nacional da Qualidade (1997-1998)


  • Thiago Lopes Santos

    Engenheiro Mecânico com MBA em Gestão de Projetos e Gestão de Negócios empresariais com especialização em Engenharia de Confiabilidade, Leam Six Sigma, formação em master black belt, TPM (Total Produtive Maintenance), RCM (Reliability Centered Maintenance) e WCM World Class Manufacturing) 25 anos de experiência na área industrial, trabalhando em empresas nacionais e multinacionais de grande porte em diferentes estados, países e segmentos (Papel e Celulose, óleo & gás, Siderurgia, Químico, Moveleiro, Gráfico, Tabaco, Agronegócio & Engenharia), acumulando ao longo destes anos uma vasta capacidade para desenvolver equipes de alta performance, aprimorar processos e resultados do negócio. Expertise em Gerenciamento de Projetos PMI-PMBok, Paradas de Manutenção de Grande Porte, Gestão ágil (Scrum, OKR) Liderança em Projetos de custo Variável & Capex e Projetos de Tecnologia (Industria 4.0, Realidade Aumentada, IoT). Sólidos conhecimentos no sistema de Gestão Industrial com vivência em ambientes de excelência operacional no Brasil, América Latina e Europa. Destaque para Gestão da Manutenção, PCM e Confiabilidade envolvendo a gestão de ativos e todos os processos relacionados com as políticas & estratégias de manutenção (Prescritiva, Preditiva, Preventiva e Corretiva), criticidades de equipamentos, planos de manutenção (FMEA), análise de falhas (RCA), Análises LCC (Life Cycle Cost), Implementação do TPM, aplicação RCM, SMED, 5S e VSM, gestão das normas regulatórias como NR-10, NR-12, NR-13, NR-17, gestão de indicadores de manutenção como o MTBF, MTTR, Custos, Retrabalho, Disponibilidade e OEE. Habilidade em aplicar métodos, engajar equipes, sintetizar problemas e encaminhar soluções. Ampla vivência na Liderança dos Elementos PSM Dupon't (Process Safety Management) | Integridade Mecânica, Qualidade assegurada, Check's de revisão e pré partida, Gestão de contratadas e Gestão de Mudanças MOC ); Experiência Internacional em Projetos coorporativos de Manutenção e Engenharia, atuando como líder e agente multiplicador de melhores práticas; Instrutor de treinamentos técnicos, Palestrante em seminários e congressos de manutenção com temas relacionados a confiabilidade, manutenção e paradas de manutenção.


  • Leonardo Roberto

    Mestre em Governança, Tecnologia e Inovação – Universidade Católica de Brasília; Especialista em Economia Empresarial – Instituto de Educação Continuada – IECPUC/MG; MBA em Gestão de Ativos – Associação Brasileira de Manutenção e Gestão de Ativos Fundação Gorceix/Abraman; Engenheiro Eletrônico e de Telecomunicações – Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – PUC/MG; Membro do Comitê de Estudos Especiais (CEE 251 – Gestão de Ativos) da ABNT, onde, entre outras atividades, coordeno o Grupo de Trabalho responsável pela elaboração da nova ISO 55011, que trata de Políticas Públicas para a Gestão de Ativos, com previsão para ser efetivada no primeiro semestre de 2024. Membro do Comitê de Gestão de Ativos e Representante da Regional CentroOeste da Associação Brasileira de Manutenção e Gestão de Ativos – ABRAMAN (2023-2025). Um dos primeiros resultados obtidos por esta Regional foi a assinatura do Termo de Cooperação, no início de 2024, consolidando a ABRAMAN como integrante da Rede de Parcerias do Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos - MGI, contribuindo e incentivando a aplicação da Gestão de Ativos na gestão pública. Pesquisador membro da Rede Brasileira de Certificação, Pesquisa e Inovação (RBCIP), onde atualmente faço parte da equipe responsável pela condução do processo de implantação da Gestão de Ativos em uma unidade piloto do Governo do Distrito Federal, por meio de projeto patrocinado pela Fundação de Apoio à pesquisa do Distrito Federal - FAP/DF Professor da Especialização em Manutenção e Gestão Integrada da Fundação Gorceix em parceria com a Universidade Corporativa Valer/Vale S. A; Vice Coordenador e Professor do MBA em Gestão de Ativos da Associação Brasileira de Manutenção – ABRAMAN/ Fundação Gorceix; Participei do grupo de trabalho responsável pela elaboração do Decreto Nº 9.983 de 22 de agosto de 2019, que dispõe sobre a Estratégia Nacional de Disseminação do BIM; • Nos últimos 15 anos tenho ocupado cargos de gestão na empresa, atuando como Líder de Projetos Estratégicos e na coordenação da manutenção de diversos sistemas e equipamentos que compõem a infraestrutura aeroportuária e de navegação aérea; Atualmente estou como Gerente de Gestão de Riscos, vinculado à Superintendência de Governança, Riscos e Compliance onde, entre outras atividades, coordeno o processo de implantação das metodologias de identificação e classificação dos ativos de Informação e do processo de implantação da Gestão da Continuidade de Negócios (GCN) da Infraero.



Turmas disponíveis!


VALOR ÚNICO

R$200